Seja bem vindo a Santa Casa de Anápolis
Atendimento: 08:00h às 18:00h

Vida ofertada, vida missionária – Parabéns Irmã Rita

HomenoticiasVida ofertada, vida missionária – Parabéns Irmã Rita

Administradora geral da Fasa, Irmã Rita Cecília fez da vida religiosa uma missão
de assistência médica aos mais pobres, como ensinou São Francisco de Assis

Aos 12 anos, a menina Maria da Glória Coelho, moradora do Maranhão descobriu que estava apaixonada. Não se tratava de um sentimento qualquer e sim de um amor verdadeiro, desses que fazem perder o sono, o apetite e dão a sensação de ter borboletas no estômago. Aquele sentimento que muitos julgavam ser coisa de criança, ou algo passageiro, se solidificou dia após dia e aos 18 anos, aquela menina disse sim ao seu grande
amor: Jesus Cristo. Uma vida de entrega, que nesse ano completa meio século, em favor dos pobres e da Igreja, na Congregação das Irmãs Franciscanas de Allegany .

Como sinal de devoção, trocou o nome para “Rita Cecília”, a primeira foi santa religiosa italiana, que se dedicou à caridade e oração, tornando-se padroeira das coisas impossíveis e das causas desesperadas e a segunda mártir, dos primeiros cristão, considerada patrona dos músicos .
Trabalhou no sertão nordestino, como professora primária de geografia, mas, percebeu que embora houvesse
um esforço enorme para que os meninos e meninas fossem educados com qualidade, muitas daquelas crianças acabavam morrendo em decorrência da fome e desnutrição. “Eu sentia que estava educando para a morte, então senti que precisava fazer alguma coisa”, conta. Foi aí que surgiu sua segunda paixão: a medicina. Mudou-se para o Pará, onde concluiu os estudos, seguiu sozinha para São Paulo, na residência médica; estudou ainda administração hospitalar, saúde pública e direito médico.

Em uma época, onde a Santa Casa tinha apenas 17 médicos em seu corpo clínico e somente possuía uma sala pequena de emergência, ela fazia o trabalho de pronto socorro sem medir esforços para salvar vidas. Guerreira de sobrenome, artista e compositora de diversas canções, diz que aprendeu a ser pedinte, em prol da manutenção de uma obra que vive pelos pobres. Mesmo tendo sua luta e reconhecida em todas as esferas do poder, ela se julga frágil. Segundo irmã Rita, sua força está em crer na misericórdia de Deus e se confiar aos cuidados da Virgem Maria, que lhes dão asas para sonhar com um mundo mais justo e assim lutar por grandes ideais e pela vida fragilizada. “Esse é o meu segredo, ter fé e acreditar na misericórdia do Senhor”, revela.

E acolhendo esta linda história, a Santa Casa de Misericórdia e o Hospital de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo, desejam um feliz aniversário e muitas bênçãos de Deus sobre sua vida e vocação.

Irmã Rita Cecília Coelho – OSF.

Feliz Aniversário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *